Villa Romana de São Simão

O sítio arqueológico de São Simão localiza-se no Vale do Rio Dueça e está documentado desde 1902.

Teve ocupação romana entre o século II d.C. e inícios do século V d.C., pertencendo então à civitas de Conímbriga, província da Lusitânia. Nos séculos XV e XVI, a área foi reocupada pela Capela da Senhora da Graça, com necrópole associada.

Ao longo da investigação foram identificados compartimentos da pars urbana (habitação senhorial), com mais de uma dezena de painéis de mosaico. A descoberta de uma inscrição mostra a existência de um proprietário, de nome Caturo, provavelmente devoto do Deus Marte, relevando dados sobre as crenças religiosas e onomástica local.

Este local ainda está em fase de estudo, ocorrendo campanhas anuais de escavação arqueológica. Por este motivo e, uma vez que o local em que se localiza é um local de culto para a população local, este ainda não constitui uma oferta turística, embora essa possibilidade esteja a ser equacionada a médio- longo prazo.

Ainda assim, durante os meses de verão, a Villa romana de São Simão acolhe um vasto número de voluntários das áreas de história, arqueológia e antropologia, entre outras, que procuram assim dar o seu contributo ao projeto e ampliar os seus conhecimentos, sendo uma oportunidade de excelência para os estudiosos desta área. 

Contacto 239 561 856 (Museu da Villa Romana do Rabaçal)
E-mail div.cultura@cm-penela.pt / museu.rabacal@cm-penela.pt
Website www.cm-penela.pt
Morada Capela de São Simão, 3230-331 PENELA
Horário Apenas visitável durante as campanhas de escavação e através de solicitação à Divisão de Cultura do Município.

Book now